Estratégia


A ponte entre a rotina e o novo

F

az tempo que busco uma síntese sobre os elementos essenciais que poderiam compor uma resposta, uma prescrição, para o desafio de intervir e de administrar uma organização empresarial. Muito tempo, mesmo. A despeito de nossos desejos, devaneios até, o que mais importa, cheguei a esta conclusão, é a rotina, aquilo que preenche o tempo de nossas vidas. Ela absorve quase tudo.

Como modificá-la? Colocá-la na direção de nossos desejos e planos? A única entidade capaz de assumir tal desafio é a liderança das organizações. Gosto de definir a liderança como aquela entidade que transforma a rotina na direção do seu desejo (que nas empresas responde sob o nome de estratégia).

A estratégia tem mais a ver com seu gerenciamento (aplicação à rotina) do que, propriamente, com o seu planejamento.Seguramente, mais de dois terços dos planejamentos estratégicos não chegam a modificar a rotina de forma relevante.

Só uma liderança sensível, perseverante e sagaz é capaz de compreender o todo e, ao mesmo tempo, ser cada parte da organização a fim de introduzir o novo, através da estratégia, na sua rotina.

Uma liderança dialética que, sintetiza estratégia e rotina, municiada pelo desejo do novo, sem descuidar do caixa, ela dá à luz a inovação para, em seguida, repetir todo o processo. Liderar é, continuamente, renovar a rotina estrategicamente.

Assim, a liderança dialética, ao mesmo tempo que cuida da rotina, a substitui. Só assim, uma empresa segue adiante. É nisso que acredito.

DESTAQUE

Veja nossos artigos em destaque


24 de maio de 2018

Compreendendo a multidão que nos habita

Somos algo simples e complexo, plural e único, transparente e misterioso. A palavra não nos alcança por completo, no todo, nem na parte. Somos um conjunto […]
24 de maio de 2018

A liderança e o tempo

Nós fazemos nossa noção de tempo. O tempo corrido, o tempo que não passa, o que voa e o que para. Alguns idiomas usam o mesmo […]
5 de março de 2018
inova a rotina murilo sampaio

Rotina que destrói e inova a rotina

Precisamos padronizar para performar e ao mesmo tempo inovar que, de certa forma, é refazer ou até destruir aquilo que tínhamos acabado de padronizar. Como fazer […]
5 de março de 2018

O tempo, a inovação e a dialética

Mesmo hoje, a precisão da época do aparecimento do Homo Sapiens ainda é expressa em milênios. Se descobertas recentes colocam em dúvida quando nossos ancestrais surgiram, […]
Contato